Fab Labs: espaços de inovação invadem o universo da educação

Você já ouviu falar em Fab Lab? Como a própria tradução do inglês sugere, são espaços que funcionam como laboratórios de fabricação. O que se sabe é que esse conceito teria surgido no Center for Bits and Atoms (CBA) do Massachussets Institute of Technology (MIT), durante as aulas da disciplina How to do (almost) anything,

Mas qual é a finalidade exata desses laboratórios? Em síntese, funcionam como espaços em que pessoas de diversas áreas se reúnem para realizar projetos de fabricação digital de forma colaborativa e de compartilhamento de conhecimento que personaliza a cultura maker, o famoso Faça Você Mesmo.

O que tem se notado é a expansão dos Fab Labs no âmbito educacional, no intuito de despertar a criatividade, o espírito inventivo e a inovação dos alunos. Até há pouco tempo esses espaços eram frequentados em sua maioria por profissionais com vocação para o empreendedorismo. Os Fab Labs fomentam uma educação técnica informal, onde projetos são concebidos no computador e depois materializados em 3D, especialmente com o uso de impressoras 3D.

Esse movimento tem se mostrado mais acelerado em países de primeiro mundo, mas ganha força também no Brasil. Isso porque a impressão 3D tem demonstrado ser uma das principais tendências educacionais para os próximos anos, enaltecendo o uso de tecnologias inovadoras nos espaços escolares.

Sabemos que há ainda um longo caminho a trilhar, mas os Fab Labs podem, num futuro muito próximo, ampliar a presença em muitas instituições de ensino com potencial para mudar os métodos tradicionais de ensino.

Recentemente, a Cliever produziu um ebook sobre aplicações da impressão 3D na Educação. Nele, você encontra diversos exemplos de como a tecnologia 3D tem sido utilizada em escolas, instituições de ensino técnico, universidades e na pesquisa científica. Para baixar o material, basta clicar nesse link.

Múmia de 5000 anos ressucita através da impressão 3D

5718b7b5c4618824628b457b
A múmia mais antiga já conhecida na Europa é trazida à vida na forma de 3 modelos em tamanho real, impressos em 3D.

O Paleoartista Gary Staab é responsável pela recriação de Ötzi o ” Homem de Gelo”, uma múmia de 5 mil anos de idade que foi encontrada nos Alpes há apenas 25 anos.

Staab esculpiu e pintou meticulosamente as réplicas feitas em resina que foram feitas baseadas no modelo escaneado da múmia. A técnica utilizada para imprimir a múmia foi a estereolitografia, mesma da nossa impressora SL1, porém em uma impressora de tamanho maior.

Staab disse que foi um projeto espetacular de se trabalhar, principalmente por saber que a morte de um homem de milhares de anos é um assassinato misterioso.

giphy

Os restos de Ötzi, preservados desde a era da pedra, foram encontrados em 1991 por dois montanhistas nos Alpes Ötztal na Itália. Roupas e equipamentos, incluindo um machado e uma mochila também foram encontrados no local.

Em 2001, cientistas determinaram que Ötzi, que tinha 61 tatuagens no seu corpo, foi morto por uma flecha quando tinha 45 anos de idade. Análises futuras revelaram feridas nas mãos sugerindo que o homem se envolveu em um combate físico com golpes de punhos logo antes de morrer.

Impressão 3D na construção civil – Eis que surge um sistema extrusor de concreto

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-1

Muitas construtoras e startups começaram a reconhecer o potencial e as vantagens de usar manufatura aditiva no processo de construção civil, pois oferece muita economia e uma forma eficiente de construir. Companhias como WinSun já foram pioneiras na construção com impressão 3D tendo feito o design e manufaturado aditivamente Vilas Impressas em 3D e Jardins Chineses e agora, muitas outras companhias estão seguindo a onda da tendência inovadora.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-4

Um time de pesquisa da Universidade de Tecnologia de Dresden (Alemanha) criou o conceito da CONPrint3D, uma tecnologia que permitiria imprimir concreto em larga escala. O projeto, que foi apresentado na Bauma, a maior feira sobre maquinário, materiais e técnicas para construção civil, em Munique e ainda recebeu o Prêmio Bauma de Inovação na categoria educação.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-3

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-2

O objetivo da tecnologia é eventualmente imprimir em 3D estruturas de concreto em larga escala usando braços robóticos. O concreto é um dos materiais de construção mais utilizados atualmente e é bastante caro, especialmente quando levamos em conta o custo dos andaimes e cofragens (muitas vezes não podem ser reutilizados e são descartados) que fazem parte do processo para manter o concreto na sua forma desejada,

Por estas razões e querendo eliminar o custo e lixo descartado que CONPrint3D foi criada. A tecnologia é desenhada para ser capaz de aplicar o concreto diretamente no local de construção em um sistema aditivo camada por camada sem a necessidade de cofragens ou andaimes.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-6

Quer saber mais? Clica no vídeo aí!

 

 

 

Você sabe o que é estereolitografia?

 

E aí? Sabe o que é estereolitografia e pra que ela serve? Se não souber pode ficar tranquilo que a gente explica pra você.

Estereolitografia é mais um método aditivo de construção. Diferente da impressão por extrusão que derrete o filamento de polímeros como PLA e ABS para imprimir, a estereolitografia usa uma combinação de resina e laser para que a impressão aconteça. Onde o laser incide, ocorre uma reação química (a polimerização) que torna a resina originalmente líquida em um sólido e assim sucessivamente, camada por camada.

stereolithography

Esta tecnologia também pode ser chamada de foto-solidificação ou fabricação ótica. O equipamento de impressão possui 3 componentes principais: um tanque, onde a resina é depositada na forma líquida, uma plataforma móvel, onde a impressão 3D é feita e um laser que tem seus movimentos controlados por um sistema microprocessado.

Este método trabalha com camadas muito finas, algumas chegando até 1/3 de um fio de cabelo, permitindo uma impressão com maior resolução e detalhamento, e, desta forma, obtém como resultado peças com acabamento incrível e preciso, beirando a perfeição.

miicraft-chess-pieces

 

Veja a primeira réplica impressa em 3D de um osso oracular chinês de 3000 anos

osso oracular 3d-2

Pesquisadores da Biblioteca da Universidade de Cambridge anunciaram nesta semana a criação que eles acreditam ser a primeira réplica 3D do mundo de um osso oracular chinês com cerca de 3000 mil anos. Você pode ver a imagem em alta resolução deste osso de 9X14cm em 360º aqui. 

Datadas de 1339 a 1112 AEC (Antes da Era Comum) as inscrições em ossos oraculares são os documentos mais antigos da língua chinesa. Estas inscrições recordam questões importantes e eventos da época.

osso oracular 3d-3

A versão impressa em 3D do Osso Oracular CUL.52 como é chamada, faz com que as marcas e gravuras ainda mais visíveis que no osso original e desta forma evita com que ele seja danificado devido ao seu manuseio. Os pesquisadores revelaram que as inscrições deste osso referem-se ao ritual de sacrifício de um boi a um ancestral real.

osso oracular 3d

Incrível o quanto a impressão 3D pode revolucionar a nossa vida, já vimos exemplos significativos na medicina, arquitetura, prototipagem e hoje vemos que a história também se beneficia com esta tecnologia que só tende a crescer.

Adolescentes aprendem sobre impressão 3D ajudando crianças com problemas motores

Qual a melhor forma de apresentar a impressão 3D para adolescentes? Uma escola de ensino médio de Long Island, NY,  encontrou uma alternativa perfeita! Fazê-los desenvolver, desenhar e imprimir dispositivos que possam ajudar as crianças do  St. Mary’s Hospital for Children a desenvolverem suas habilidades e adquirir mais independência nas atividades diárias.

mary1

 

Na aula de Design Avançado e Inovação os alunos aprenderam sobre impressão 3D exatamente desta forma.

samira2

“Nós imprimimos muitos protótipos de várias formas e tamanhos, foi um processo muito longo. Eu amo desenhar, mas saber que eu posso trazer à vida o que fiz e mudar a vida de alguém no seu dia-a-dia é incrível” Diz a aluna Aleksandra Ratkiewicz

blocks-300x223

Em alguns dos casos, as crianças desenvolveram suas próprias formas para usar as invenções.

Formas que os designers não necessariamente tinham imaginado, mas que funcionam tão bem ou até melhor.

Um dos brinquedos desenvolvidos tinha a intenção de ensinar causa e efeito para uma das crianças através da pressão aplicada em cada bloco. A pequena resolveu usar o queixo em vez das mãos e mesmo assim o aprendizado acontece.
Projetos como estes são uma forma incrível de engajar alunos com a impressão 3D e talvez até os guie a uma carreira que use a tecnologia para ajudar outras pessoas.

puzzle

Uma coisa é apresentar uma impressora em uma feira ou até em uma faculdade, outra bem diferente é fazer com que os alunos tenham toda a experiência da impressão e possam perceber quantas possibilidades de aplicação na nossa vida a impressão 3D nos dá.

Confira a matéria completa:

Com a ajuda da impressão 3D alunos tentam solucionar casos arquivados nos EUA

 

Casos Arquivados ou Cold Cases são aqueles que não foram completamente solucionados por falta de provas que pudessem apontar o culpado, porém ficam no aguardo caso surja qualquer nova evidência ou tecnologia que possa auxiliar na sua reabertura e por fim na sua resolução.

new-york-students-try-to-crack-unsolved-cold-cases-with-the-help-of-3d-printing-01

Com a ajuda da impressão 3D, alunos da Academia de Arte de Nova Iorque fazem o seu melhor em um workshop de escultura para conseguir chegar à base destes casos. E para isso, usaram réplicas impressas em 3D de crânios de vítimas de casos arquivados que se espalham pelos Estados Unidos, desde Califórnia e Nova York até a Guerra Civil dos EUA.

new-york-students-try-to-crack-unsolved-cold-cases-with-the-help-of-3d-printing-02

Continuar lendo

Imprimindo Frida

Frida Khalo é uma referência da arte e da presença feminina. A artista que era dita como surrealista, embora negasse o rótulo dizendo que não pintava sonhos e sim sua realidade, foi a escolha da Cliever para homenagear as mulheres no Dia Internacional da Mulher.

Começamos com o modelo em 3D no software da Cliever, para fazermos ajustes de suporte e simularmos a impressão, tendo assim informações sobre tempo e custo.

Imprimindo Frida

Impressora utilizada: Cliever Cl2 Pro
Tempo de impressão: 20:19:58
Tamanho: 15cm de altura
Filamento utilizado: Cinza, PLA 1.75mm
Custo do filamento utilizado: R$25,84 baseado no preço de R$189,90
Comprando o filamento com a promoção de desconto do site, o custo do filamento usado para a Frida seria de R$17,67

Continuar lendo