PLA. O que é? Vantagens e onde usar?

O PLA é um poliéster termoplástico feito com ácido lático (composto orgânico de função mista – ácido carboxílico e álcool) a partir de fontes renováveis como milho, mandioca, beterraba e, por isso, é biodegradável, compostável e reciclável e não possui nenhum tipo de resíduo tóxico.

Onde pode ser empregado?O plástico produzido com PLA pode substituir o plástico normal em filmes para a produção de tubos, sacolas plásticas, embalagens para cosméticos, embalagens alimentícias, copos, bandejas, pratos, talheres, tampas, canetas, frascos e garrafas, entre os produtos usuais e presentes em nosso cotidiano.

Vantagens e desvantagens:

As principais vantagens do material já foram informadas no momento em que o descrevemos: é biodegradável, compostável, proveniente de fonte renovável (milho, mandioca, beterraba, etc.), pode ser reciclado (desde que essa reciclagem ocorra com plásticos de PLA puro ou na proporção de até 1% de PLA com 99% de resinas convencionais), e sua biodegradabilidade é comprovada por normas americanas (ASTM D-6400) e européias (EM-13432), o que pressupõe que o material sofra degradação em até 180 dias em condições de compostagem (umidade de 80% e temperatura constante superior a 60º C) sem produzir resíduos tóxicos.

Sem título

Diferença:

Apesar de também poder ser feito a partir do amido, o PLA é diferente do plástico de amido, conhecido como amido termoplástico, que perde as qualidades físicas quando entra em contato com a água. O processo de produção do PLA usa o amido simplesmente como uma das possibilidades para se chegar ao ácido lático, diferentemente do plástico de amido termoplástico, que tem o amido como matéria-prima principal. O PLA é mais resistente e se parece mais com um plástico normal, além de manter 100% da sua biodegradabilidade.

Modo mais sustentável de usar:

Como a reciclagem do PLA associada a outros plásticos embute riscos (pode ser reciclado desde que o processo ocorra com plásticos de PLA puro ou na proporção de até 1% de PLA com 99% de resinas convencionais) e ele é compostável, uma boa indicação pode ser utilizar tais embalagens no acondicionamento dos resíduos não recicláveis, cujo destino tem como fim o lixo comum, já que ele se biodegrada. Idealmente, envie para locais em que o metano desprendido possa ser capturado, caso de aterros sanitários especializados.

Olha como a impressão usando filamento PLA acontece:

[sgmb id=”2″]