Novidade: Cliever apresenta ao mercado impressora 3D com tecnologia de estereolitografia na Euromold Brasil

De 17 a 19 de agosto, a Cliever participa, em Joinville (SC), de mais uma edição da Feira Mundial de Construtores de Moldes e Ferramentas, Design e Desenvolvimento de Produtos, a EuroMold Brasil. Na oportunidade, a empresa apresenta ao mercado mais um lançamento de sua linha de impressoras 3D: o modelo SL 1, com tecnologia estereolitográfica. A novidade permite a impressão de protótipos pequenos e mais complexos, com muito mais precisão, eficiência e perfeição.

A impressora 3D SL 1 da Cliever tem como base a foto-polimerizacão de resina acrílica. Esse tipo de tecnologia viabiliza a criação de peças com até 30um (mícron) de precisão, o equivalente a cerca de ⅓ de um fio de cabelo. O novo equipamento fabricado pela Cliever é ideal para a criação de protótipos para os setores automotivo, plástico, de engenharia e de embalagens.

O CEO da Cliever, Rodrigo Krug, assinala que o lançamento da SL 1 reforça o compromisso da empresa em contribuir com a implementação da prototipagem no processo de manufatura, ao elevar os patamares de qualidade e eficiência do produto final. “São muitos os mercados que, a partir de agora, poderão desfrutar dessa tecnologia de ponta. Como o equipamento é abastecido por uma resina diferenciada e produzida por fornecedores nacionais, tem propriedades mecânicas e térmicas peculiares, o que amplia e muito o leque de aplicações”, explica.

A Cliever convida a todos os visitantes da Euromold Brasil 2016 a conhecerem essa novidade no estande da empresa na Feira. Aguardamos todos vocês lá!

Na mídia: Cliever é destaque no Jornal Diário de Pernambuco

A Cliever foi uma das fontes ouvidas pelo Diário de Pernambuco em matéria publicada pelo jornal sobre tecnologia de impressão em 3D. Para demonstrar as possibilidades dessa tecnologia e a transformação que as 
impressoras 3D
trouxeram para os processos de produção, o veículo entrevistou o CEO da Cliever, Rodrigo Krug.

Na ocasião, Rodrigo também falou sobre as perspectivas da empresa para o mercado do Nordeste, que representa, hoje, 8% do volume de negócios da Cliever. Nesse cenário, Pernambuco aparece como o 3º estado com maior representatividade na região, com 13% de participação.

Sobre o aumento da procura por impressoras 3D, Krug observou que esse comportamento tem relação com os preços dos equipamentos que, segundo ele, ficaram mais acessíveis desde o boom dessa tecnologia no Brasil. “Já temos em nosso portfólio pequenas máquinas de R$ 5,8 mil até as mais profissionais que chegam a custar R$ 32 mil. Com elas, é possível explorar mercados iniciais, startups e até médias empresas. O custo de produção é muito pequeno e os setores são inúmeros. Com uma máquina dessas, pode-se produzir acessórios, objetos decorativos, peças automobilísticas e até próteses”, assinala Krug.

Para ampliar a penetração no mercado nacional de impressoras 3D, e especialmente em Pernambuco, Krug enfatizou que a empresa tem buscado parcerias com grandes indústrias e hospitais na região. “Temos interesse em parceiros no polo de Goiana, em Suape, no Porto Digital e no C.E.S.A.R. Queremos desenvolver novas possibilidades para essa tecnologia e sabemos que Pernambuco é o local certo para isso”, completou.

Maratona de makers: estudantes criam protótipo com impressora 3D da Cliever

Imagine um espaço onde você possa libertar o seu lado inovador e inventivo. Onde seja possível transformar ideias em algo concreto. Com essa proposta, a Leroy Merlin inaugurou, em São Paulo, o seu primeiro Bricolab. E a Cliever esteve por lá como empresa parceira dessa iniciativa.

    Para marcar o start do projeto, a Leroy Merlin promoveu uma competição nos dias 16 e 17 de julho que recebeu o nome de Hackathon de Makers, com o objetivo de desafiar estudantes a criarem algum tipo de sistema com foco na economia de água.

2016-07-16-PHOTO-00002740

      E nós, da Cliever, fornecemos a impressora 3D para que os acadêmicos pudessem imprimir o protótipo mais adequado para o funcionamento do sistema por eles idealizado. A impressora 3D da Cliever foi uma das ferramentas à disposição dos competidores para consolidar o projeto desenvolvido.

2016-07-16-PHOTO-00002738

Quatro grupos de estudantes participaram e puderam colocar a teoria à prova e dar asas à imaginação. Um júri especializado avaliou a pertinência e originalidade dos projetos a partir do desafio proposto. 

    Essa é apenas a primeira etapa do projeto piloto que deve se expandir para outras lojas da Leroy Merlin pelo Brasil. A iniciativa teve o apoio da Fundação Arduino, RoboCore e da ABINC (Associação Brasileira de Internet das Coisas).

O Bricolab (Inspirado no conceito de Fab Lab – Laboratório de Fabricação ou Fabrication Laboratory, em inglês) nada mais é do que um espaço para inovação tecnológica e compartilhamento de conhecimento que personaliza a cultura maker, o famoso Faça Você Mesmo. Sensacional iniciativa, não é mesmo?

 

Faça você mesmo: Expositor Colmeia

Que tal levantar as mangas e fazer com suas próprias mãos?? Garantimos que é muito fácil e o resultado é muito bacana!

IMG_7834

Aqui na Cliever, a prateleira hexagonal é usada para expor as impressões mais diversas na nossa sede, e quem criou foi o nosso CEO, Rodrigo Krug, que não via muita graça nas compradas prontas e decidiu pôr as mãos na massa. Basicamente, ela é feita de chapas de madeira com conectores impressos em 3D. Se você também quer fazer uma, siga essas dicas!

Para montar uma prateleira igual a nossa, você vai precisar de:
• Parafusos flipboard 3,5X30
• 38 chapas de MDF ou compensado, 30cm X 20cm e 15mm espessura
• 28 conectores laterais
• 32 conectores centrais

Comece pelo download dos arquivos que o Rodrigo projetou, clicando aqui.

IMG_7876

Sugerimos imprimir vários ao mesmo tempo na sua impressora Cliever. Nos modelos CL2 Pro e CL2 Pro Plus, você consegue imprimir 6 conectores centrais por vez!

software

Depois de finalizada a etapa das impressões, parta para o encaixe das chapas nos conectores. Fizemos este esquema para ajudar você com as conexões necessárias.

prateleira

 

Depois de encaixados, aparafuse a prateleira para reforçar a sustentação e ter certeza de que ficarão bem firmes.

IMG_7837

 

Depois disso, já está pronta para expor o que você quiser!

Lembre-se de que por ser modular, as possibilidades são infinitas! Você pode modificar de acordo com suas necessidades, aumentando ou diminuindo o número de colmeias.

Se você montar uma, manda uma foto pra gente :)

IMG_7842 IMG_7835

 IMG_7841 IMG_7840

 

 

13 modelos para imprimir e realmente facilitar sua vida

Sabe quando você olha em volta e percebe que tá precisando de algo, mas nem sabe direito onde comprar? Pois bem, há chances muito grandes de que você consiga imprimir essas coisas em 3D, sabia?! Conheça aqui 13 modelos para imprimir e realmente facilitar sua vida.

1 – ICableGuards

container_icableguards-free-4-limited-time-3d-printing-64882

Todo mundo aqui já viu seus cabos desgastarem próximos ao plug por falta de proteção né? Com esses protetores de cabos você pode esquecer disso!

2- Prateleira Steampunk

container_steampunk-shelf-support-3d-printing-63829

Se você é louco por tudo que é Steampunk por que não ter uma prateleiras dessa na sua casa ou escritório? É só imprimir!

3- Organizador de pequenas peças

container_stacking-screw-and-tool-boxes-3d-printing-19457

Se você tem muitos pregos, parafusos, agulhas, alfinetes ou qualquer pequena peça que precise de organização, que tal imprimir um organizador do jeito que você precisa e do tamanho que você quer? Então bora nessa!

4- Gancho para mesa

container_arm-shaped-hook-3d-printing-23457

Guardar qualquer coisa quando você vai a um lugar público nunca é uma tarefa fácil, normalmente casacos, guarda-chuvas, bolsas e mochilas tornam-se um incômodo, mas com esse gancho para mesa que aguenta até 20kg isso não será mais um problema.

5- Chave Inglesa

IMG_3613

Perdeu sua chave inglesa e precisa muito usá-la? Sem stress! Imprime uma aí!

6- Puxador 

container_3d-printable-generic-cabinet-knob-3d-printing-27748

Dá raivinha quando aquele puxador se solta e não prende mais, também dá raivinha quando você quer redecorar a casa e não encontra os puxadores ideais, bem… se você imprimir seus novos puxadores essa raivinha será substituída por alegria facilmente.

7- Organizador de Ferramentas

container_pegstr-pegboard-wizard-3d-printing-25322

Com esse organizador de ferramentas você não tem mais desculpas para deixar a sua oficina bagunçada. Imprima tudo e mãos à obra!

8- Guilhotina 

container_miter-razor-3d-printing-32027

Imprima essa guilhotina em casa e facilite os seus trabalhos artesanais.

9- Prateleira para banheiro

container_shower-tray-3d-printing-28547

Organize sua hora do banho, ninguém merece ficar chutando garrafas de shampoo pelo box.

10- Protetor de dedos para cozinha

container_grater-finger-protector-3d-printing-16454

Quem nunca morreu de medo quando estava ralando algo na cozinha que atire a primeira batata! Olha que simples e fácil de imprimir o protetor dos seus deditos!

11- Saboneteira 

container_dripping-soap-holder-dish-3d-printing-19270

Usa sabonete em barra e sempre fica aquela nojeira porque o sabão fica derretendo? Esqueça isso com essa saboneteira prontinha para o sabão secar depois que for usado.

12- Organizador de mesa

container_desktop-organizer-3d-printing-2637

Fácil de imprimir e mais fácil ainda de deixar sua mesa organizada.

13 -Luminária

container_zuzanna-lamp-3d-printing-16164

Quer uma luminária estilizada, mas não tem como gastar trilhões de dinheiros? Imprime uma aí e na hora de redecorar você só precisa encontrar outro modelo para imprimir.

Múmia de 5000 anos ressucita através da impressão 3D

5718b7b5c4618824628b457b
A múmia mais antiga já conhecida na Europa é trazida à vida na forma de 3 modelos em tamanho real, impressos em 3D.

O Paleoartista Gary Staab é responsável pela recriação de Ötzi o ” Homem de Gelo”, uma múmia de 5 mil anos de idade que foi encontrada nos Alpes há apenas 25 anos.

Staab esculpiu e pintou meticulosamente as réplicas feitas em resina que foram feitas baseadas no modelo escaneado da múmia. A técnica utilizada para imprimir a múmia foi a estereolitografia, mesma da nossa impressora SL1, porém em uma impressora de tamanho maior.

Staab disse que foi um projeto espetacular de se trabalhar, principalmente por saber que a morte de um homem de milhares de anos é um assassinato misterioso.

giphy

Os restos de Ötzi, preservados desde a era da pedra, foram encontrados em 1991 por dois montanhistas nos Alpes Ötztal na Itália. Roupas e equipamentos, incluindo um machado e uma mochila também foram encontrados no local.

Em 2001, cientistas determinaram que Ötzi, que tinha 61 tatuagens no seu corpo, foi morto por uma flecha quando tinha 45 anos de idade. Análises futuras revelaram feridas nas mãos sugerindo que o homem se envolveu em um combate físico com golpes de punhos logo antes de morrer.

Impressão 3D e Moda – Será que combina?

094efea54d4f3e908134f8d10b717108

Acredite ou não, a impressão 3D tem sido a notícia mais interessante para a indústria da moda nos últimos anos e já que estamos chegando pertinho da São Paulo Fashion Week, que tal falarmos sobre essa combinação de impressão 3D e moda?alleles-3d-printed-prosthetic

Conforme a impressão 3D se desenvolve, mais e mais designers voltam seus olhos para esta tecnologia que pode trazer uma revolução e fazer a moda tornar-se mais sustentável, a gente te explica porquê.

1.Menor pegada ecológica

Normalmente designers de roupas e acessórios começam o seu desenvolvimento com um ano de antecedência ao produto chegar ao mercado, durante este desenvolvimento muitos produtos são utilizados e acumulam-se pilhas e pilhas de resíduos e amostras de fornecedores. A impressão 3D permite muita tentativa e erro no desenvolvimento do produto, pois ele pode ser desenhado digitalmente antes mesmo da primeira amostra. Desta forma o designer economiza tempo e deixa de produzir tanto lixo até o fim da temporada.

efb1a0d88332e84d2fbcb32f03b1f562

2. Muito menos sobras de produção

A impressão 3D reduz a produção mínima de peças de um designer para UM, o que permite que o designer possa fazer peças customizadas para servir cada cliente, sem precisar se preocupar com sobras de materiais. Isso também economiza espaço no estoque e facilita a vida de quem cuida do inventário não é?

da40bd5a8e93bdda986344355ad0eee1

3. Materiais reciclados podem ser utilizados

Na Cliever nós utilizamos o PLA, mas existe uma infinidade de filamentos disponíveis para impressão, entre eles nylon, metal, porcelana e seda. Já existem empresas como a Ekocycle, fundada pelo produtor Will I Am e a Coca Cola, que desenvolveu um filamento resultante do processo de garrafas plásticas usadas.

Há também a Shapeways que oferecem escolhas como bronze e prata para os designers, serviços que reciclam e reutilizam metal para filamentos 3D devem tornar-se populares em algum tempo.

abd9ba65b003d9903d41128167622ec0

5. Maior durabilidade de produtos

Ter a capacidade de imprimir seus próprios acessórios para reposição, como botões (quem não perde?) saltos para sapato (quem não quebra?) ou até renovar seu guarda roupa, produzindo seus próprios acessórios e adornos.

140097b026085fc1eb104b7bc52040e1

Pois é. A indústria Têxtil só tem a aproveitar com a impressão 3D. É hora de inovar, prototipar e explorar suas ideias.  Curtiu? Conta pra gente lá no facebook!

 

Adeus coceira e cheiro ruim! Impressão 3D pode substituir o gesso

cast2

Se você já teve que colocar gesso em um braço ou perna, você sabe o quão desconfortável, inconveniente e chato isso é. Este e o motivo pelo qual NovaCast foi criado por uma startup mexicana chamada Mediprint. Este é um molde impresso em 3D e customizado para cada paciente de acordo com  a sua necessidade. Além disso, oferece solução para muitas das limitações da imobilização por gesso.cast

Remanescente do conceito Cortex de Jake Evill, o NovaCast é de plástico e  tem a estrutura aberta ao contrário do gesso que é todo fechado, isso faz com que o osso quebrado fique no lugar, mas ao mesmo tempo o machucado e o corpo respirem. E ainda, ao contrário do gesso, o plástico não absorverá água, suor ou qualquer outro fluido. Como resultado as alergias e infecções tem uma possibilidade infinitamente menor de acontecer. Sem falar que dá pra coçar com muito mais facilidade

O NovaCast também pesa um décimo do que um modelo de gesso, pode ser temporariamente removido, é invisível a raios-X e pode molhra enquanto se toma banho. Os hospitais teriam que investir apenas nas impressoras 3D, pois o scanner 3D não é necessário, os usuários apenas variam os valores chave de medidas do braço ou perna no programa de impressão.

m3diprint_3d_printed_cast

Atualmente são necessárias 3 horas e meia para imprimir apenas 1 NovaCast, apesar de os desenvolvedores falarem que querem diminuir este tempo para uma hora antes de liberar o sistema para comercialização. De qualquer forma, a tecnologia pode salgar o tempo dos médicos, pois eles podem deixar a impressora trabalhando enquanto tratam outros pacientes em vez de se dedicar a construir o molde de gesso. 

Impressão 3D na construção civil – Eis que surge um sistema extrusor de concreto

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-1

Muitas construtoras e startups começaram a reconhecer o potencial e as vantagens de usar manufatura aditiva no processo de construção civil, pois oferece muita economia e uma forma eficiente de construir. Companhias como WinSun já foram pioneiras na construção com impressão 3D tendo feito o design e manufaturado aditivamente Vilas Impressas em 3D e Jardins Chineses e agora, muitas outras companhias estão seguindo a onda da tendência inovadora.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-4

Um time de pesquisa da Universidade de Tecnologia de Dresden (Alemanha) criou o conceito da CONPrint3D, uma tecnologia que permitiria imprimir concreto em larga escala. O projeto, que foi apresentado na Bauma, a maior feira sobre maquinário, materiais e técnicas para construção civil, em Munique e ainda recebeu o Prêmio Bauma de Inovação na categoria educação.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-3

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-2

O objetivo da tecnologia é eventualmente imprimir em 3D estruturas de concreto em larga escala usando braços robóticos. O concreto é um dos materiais de construção mais utilizados atualmente e é bastante caro, especialmente quando levamos em conta o custo dos andaimes e cofragens (muitas vezes não podem ser reutilizados e são descartados) que fazem parte do processo para manter o concreto na sua forma desejada,

Por estas razões e querendo eliminar o custo e lixo descartado que CONPrint3D foi criada. A tecnologia é desenhada para ser capaz de aplicar o concreto diretamente no local de construção em um sistema aditivo camada por camada sem a necessidade de cofragens ou andaimes.

conprint3d-conceptual-system-3dprinting-concrete-structures-recognized-bauma-2016-6

Quer saber mais? Clica no vídeo aí!

 

 

 

New Balance lança tênis impresso em 3D

new balance2
No fim do ano passado a New Balance anunciou que estava trabalhando em uma edição limitada de um tênis com sola impressa em 3d. Pois bem, chegamos em abril e o tênis, que se chama Zante Generate ficará disponível para compra nesta semana. Porém, comprá-lo é praticamente uma missão impossível, pois a New Balance fez apenas 44 pares e cada par é vendido por US$400,00! 
new balance

Para imprimir a sola, a New Balance usou o processo de Sinterização Seletiva a Laser (SLS) que consiste em converter em sólido um polímero inicialmente em pó, camada por camada. A empresa afirma que esse processo dá ao sapato maior flexibilidade e durabilidade.

new balance3

 

Conforme a impressão 3D se torna realmente acessível, a customização dos sapatos para os clientes se torna mais próxima, pois dá mais opções de design e tamanhos, e ao mesmo tempo otimiza o tempo de produção para as companhias.

Várias outras marcas esportivas têm trabalhado junto da impressão 3D, a Adidas mostrou um conceito parecido de sola ano passado enquanto a Nike testou e imprimiu um conceito 3D para chuteiras de futebol.

E aí? Curtiu a ideia? Onde mais será que podemos aplicar a impressão 3D? Que tal contar pra gente lá no facebook?